PLANO DE CONTINGÊNCIA RELATIVO À COVID-19: As Consultas de Psicologia e Psicoterapia estão a ser realizadas à distância, para a segurança e proteção de todos, através de Videoconsultas e/ou Teleconsultas

 

As Consultas de Psicologia e Psicoterapia à distância consistem numa modalidade de intervenção psicológica devidamente reconhecida e enquadrada em termos legais no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

 

O atendimento à distância foi desenvolvido a pensar em todas as pessoas e, especialmente, nas pessoas com dificuldades e/ou impedimentos no acesso às Consultas de Psicologia relacionados, por exemplo, com distância, deslocação, indisponibilidade de tempo, doença (ex., COVID e outras), incapacidades físicas, entre outros condicionamentos.

 

O principal objetivo destas consultas é ampliar as possibilidades de prestar ajuda psicológica de forma ética, séria e responsável, através de um meio alternativo e/ou adicional de fazer chegar o apoio psicoteratêutico às pessoas que dele mais necessitam…

     

Modalidades do Atendimento à Distância:

As consultas à distância podem ser realizadas através de várias modalidades, cuja eficácia foi já estudada e comprovada cientificamente (ex., 1, 2, 3), como:

Videoconsulta (consulta através de vídeo-chamada, ex., Skype)

Teleconsulta (consulta através de chamada telefónica)

 

O atendimento à distância está disponível para:

Apoio psicoterapêutico para adultos (≥ 18 anos)

Acompanhamento psicológico na gravidez

Acompanhamento psicológico no período pós-parto

Aconselhamento parental

Apoio psicoeducacional

Avaliação Psicológica

Colaboração e Consultoria

 

1 Barak, A., Hen, L., Boniel-Nissim, M., & Shapira, N. (2008). A comprehensive review and a meta-analysis of the effectiveness of internet-based psychotherapeutic interventions. Journal of Technology in Human Services, 26, 109-160.

2 Spek, V., Cuijpers, P., Nyklıcek, I., Riper, H., Keyzer, J., & Pop, V. (2007). Internet based cognitive behaviour therapy for symptoms of depression and anxiety: A meta-analysis. Psychological Medicine, 37, 319–328.

3 Wantland, D. J., Portillo, C. J., Holzemer, W. L., Slaughter, R., & McGhee, E. M. (2004). The effectiveness of web-based vs. non-web-based interventions: A metaanalysis of behavioral change outcomes. Journal of Medical Internet Research, 6(4:e40).

 

Fundamentação e Enquadramento Legal das Intervenções Psicológicas à Distância

O atendimento à distância consiste num meio de intervenção psicológica regular e legal em Portugal, que surge devidamente integrada e reconhecida no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Os serviços de Psicologia online encontram-se também profissionalmente regulados e orientados pela Associação Americana de Psicologia (American Psychological Association – APA) através da Society for Media Psychology and Technology (APA Division 46), e pela Sociedade Internacional para a Saúde Mental Online (International Society for Mental Health Online – ISMHO).

Society for Media Psychology and Technology (APA Division 46) foi fundada na década de 80 com o objetivo de promover o avanço e a disseminação do papel dos psicólogos nos vários meios de comunicação (ex., televisão, rádio, imprensa escrita, etc.) e nas novas tecnologias emergentes. Esta sociedade é composta pela comunidade internacional de psicólogos, clínicos e/ou investigadores, e outros profissionais de saúde mental, que se encontram ativamente envolvidos na investigação, no ensino, treino e prática da Psicologia, fornecendo orientações éticas e profissionais nesta área.

Por sua vez, a Sociedade Internacional para a Saúde Mental Online (ISMHO) foi fundada em 1997, com a missão de promover a compreensão, a utilização e o desenvolvimento da comunicação, informação e tecnologia online, para a comunidade internacional de psicólogos e outros profissionais de saúde mental.

Em suma, as intervenções psicológicas à distância surgem assim como um meio de ajuda psicológica, devidamente acreditado, fundamentado e enquadrado em termos legais, nacional e internacionalmente.

 

Eficácia das Intervenções Psicológicas à Distância

As intervenções psicológicas à distância encontram-se atualmente bem estudadas e fundamentadas cientificamente. Os estudos de investigação nesta área (ex., 1, 2, 3) têm comprovado que as intervenções psicológicas online apresentam resultados de eficácia terapêutica semelhantes às intervenções psicológicas realizadas presencialmente face-a-face.

Há várias décadas que a investigação nesta área tem fornecido apoio científico ao atendimento à distância enquanto um meio de intervenção terapêutica credível e fidedigno.

As intervenções psicológicas à distância têm demonstrado resultados de eficácia comprovada. Entre inúmeras problemáticas já estudadas estão, por exemplo:

Stress

Perturbações da ansiedade

Crises de ansiedade e ataques de pânico

Perturbação de pânico

Hipocondria

Perturbação obsessivo compulsiva

Ansiedade social

Fobias

Depressão

Outros problemas de humor

Perturbação de stress pós-traumático

Perturbações do sono

Problemas de comportamento agressivo

Perturbações alimentares

Outros…

 

1 Barak, A., Hen, L., Boniel-Nissim, M., & Shapira, N. (2008). A comprehensive review and a meta-analysis of the effectiveness of internet-based psychotherapeutic interventions. Journal of Technology in Human Services, 26, 109-160.

2 Spek, V., Cuijpers, P., Nyklıcek, I., Riper, H., Keyzer, J., & Pop, V. (2007). Internet based cognitive behaviour therapy for symptoms of depression and anxiety: A meta-analysis. Psychological Medicine, 37, 319–328.

3 Wantland, D. J., Portillo, C. J., Holzemer, W. L., Slaughter, R., & McGhee, E. M. (2004). The effectiveness of web-based vs. non-web-based interventions: A metaanalysis of behavioral change outcomes. Journal of Medical Internet Research, 6(4:e40).

 

Psicoterapia

 

A Psicoterapia consiste numa variedade de técnicas e métodos utilizados para ajudar crianças, adolescentes e adultos que apresentam dificuldades em gerir as suas emoções e/ou o seu comportamento.

A avaliação psicológica inicial permite determinar a necessidade, ou não, de um processo psicoterapêutico. Esta decisão é tomada tendo em conta as dificuldades/problemas atuais, a história e evolução dos problemas ao longo do tempo, e o tipo de intervenção mais eficaz no tratamento das dificuldades/problemas específicos.

A duração da psicoterapia depende habitualmente de vários fatores, como a complexidade e a gravidade dos problemas; o ritmo particular de cada pessoa para se adaptar ou implementar as mudanças necessárias; e, do tempo que necessita para começar a sentir melhorias ao nível do bem-estar subjetivo.

Algumas pessoas necessitam de apenas algumas sessões para começarem a experienciar um aumento do seu bem-estar psicológico, enquanto outras necessitam de mais sessões e de intervenções mais prolongadas.

.

Psicoterapia Cognitivo-Comportamental

Existem diversos tipos de Psicoterapia, entre as quais a Psicoterapia Cognitivo-Comportamental é internacionalmente considerada, pelos estudos científicos, desde 1977, como a melhor terapia para o tipo de problemas que as pessoas geralmente apresentam, como a depressão, a ansiedade, medos e fobias, problemas relacionados com o stress, entre outros1.

A Psicoterapia Cognitivo-Comportamental apresenta resultados de eficácia comprovada com pessoas de todas as idades, incluindo crianças, adolescentes e adultos, independentemente da sua etnia ou cultura, e do seu nível de escolaridade ou socioeconómico. É também eficaz quando utilizada individualmente ou com grupos (ex., terapia de grupo).

A Psicoterapia Cognitivo-Comportamental é indicada nomeadamente nos casos de:

Problemas de humor (ex., depressão, perturbação bipolar);

Problemas de ansiedade (ex., fobias como medo de animais, alturas, espaços fechados; pânico; fobia social; ansiedade generalizada; e outras);

Problemas do comportamento alimentar (ex., anorexia e bulimia nervosa, ingestão alimentar compulsiva, obesidade);

Problemas relacionados com a perceção da imagem corporal e insatisfação corporal;

Problemas relacionados com o consumo de substâncias (ex., tabaco, álcool);

Problemas de relacionamento interpessoal;

Problemas do sono (ex., insónias);

Problemas de stress;

Problemas relacionados com dor crónica persistente;

Outros…

E ainda:

Quando as pessoas pretendem adquirir e/ou desenvover estratégias ou competências pessoais para lidar (mais) positivamente com o seu presente, o seu dia-a-dia e as dificuldades emocionais associadas.

.

Entre os inúmeros benefícios da Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa destacam-se os seguintes:

Contempla o apoio psicológico, proporcionando apoio emocional;

Ajuda as pessoas a compreenderem as suas dificuldades/problemas e a perceberem como determinados processos psicológicos (ex., pensamentos, emoções, comportamentos) estão associados a esses problemas;

Facilita a mudança de pensamentos e comportamentos disfuncionais;

Auxilia o desenvolvimento de novas formas, mais positivas e funcionais, de pensar, agir e expressar emoções/sentimentos;

Promove a aquisição e/ou o desenvolvimento de estratégias e competências pessoais para solucionar os próprios problemas;

Facilita o desenvolvimento de competências para prevenir e resolver eventuais dificuldades futuras (ex., prevenção da recaída).

.

Fonte: “Cognitive-Behavioural Therapy: An information guide”.

Cláudia Madeira Pereira:

Olá, Viva!

Sou Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta, especializada em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa. Esta consiste num tipo de terapia que recorre a diversos métodos e técnicas, cognitivas e comportamentais, para ajudar as pessoas a gerir as suas emoções e os seus comportamentos. Esta terapia é também “integrativa”, visto que contempla conhecimentos de outras abordagens terapêuticas para além dos métodos cognitivos e comportamentais, o que torna esta terapia mais rica e robusta quando se trata de responder às necessidades das pessoas.

Acompanho sistematicamente os progressos ao nível das Psicoterapias, por isso, a minha prática clínica é baseada nos mais recentes avanços psicoterapêuticos. Não pratico apenas uma terapia, pratico diversas Psicoterapias para poder ajudá-lo cada vez mais e melhor, quaisquer que sejam as suas necessidades ou dificuldades.

Nas minhas consultas forneço um vasto conjunto de “ferramentas”, estratégias e técnicas, das Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais de Terceira Geração.

Estas são as psicoterapias mais atualizadas e avançadas, que apresentam resultados mais rápidos e duradouros, e uma melhor relação custo-eficácia, ou seja, em poucas consultas começará a verificar melhorias significativas ao nível da sua saúde psicológica e do seu bem-estar emocional.

Se quer transformar positivamente a sua vida, fale comigo e junte-se a mim!

Que a sua Vida seja repleta de saúde e bem-estar físico, mental e psicológico!

 

 

 

“A Psicologia é para todos…

Todos nós, em algum (ou em diferentes) momento(s) da nossa vida, podemos beneficiar da ajuda da Psicologia e Psicoterapia.

A missão do meu trabalho é transformar vidas e é sempre uma honra poder ajudar quem precisa…”

Cláudia Madeira Pereira

 

Contacto

Se quer transformar positivamente a sua vida, fale comigo e junte-se a mim!

Entre em contacto comigo para marcar a sua consulta. O seu pedido será atendido com a maior brevidade possível...
Contacto