Este serviço consiste numa modalidade de intervenção psicológica à distância, uma prática profissional devidamente reconhecida e enquadrada em termos legais no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

 

O atendimento à distância foi integrado recentemente nos serviços da Dra. Cláudia Madeira Pereira a pensar especialmente nas pessoas que, até então, se deparavam com dificuldades e/ou impedimentos no acesso aos serviços de Psicologia, nomeadamente, relacionados com a distância, deslocação, indisponibilidade de tempo, doença, incapacidades físicas, entre outros.

 

O principal objetivo deste serviço é ampliar as possibilidades de prestar apoio e ajuda psicológica de forma ética, séria e responsável, através da utilização da Internet como um meio adicional de fazer chegar os serviços de Psicologia às pessoas que mais necessitam deles…

 

 

 

Modalidades e Serviços de Psicologia à Distância:

 

O serviço de atendimento à distância da Dra. Cláudia Madeira Pereira está disponível em várias modalidades, cuja eficácia foi já estudada e comprovada cientificamente (ex., 1, 2, 3), como:

Vídeo-conferência

Email

Conversação instantânea via Chat

 

O atendimento à distância apresenta preços mais acessíveis e está disponível para os seguintes serviços:

Avaliação Psicológica

Apoio psicoterapêutico para adultos (≥ 18 anos)

Acompanhamento psicológico na gravidez

Acompanhamento psicológico no período pós-parto

Aconselhamento parental

Apoio psicoeducacional

Workshops

Colaboração e Consultoria

 

Para garantir a qualidade dos serviços de Psicologia prestados à distância, a decisão acerca da modalidade de atendimento (ex., vídeo-conferência, email ou conversação instantânea via chat) deverá ter em conta não só a preferência do paciente/cliente, mas também o parecer da Dra. Cláudia Madeira Pereira acerca do tipo de modalidade mais indicada e conveniente de acordo com o(s) serviço(s) solicitado(s), a(s) dificuldade(s) ou o(s) problema(s) em causa, os objetivos terapêuticos/interventivos, e/ou as exigências do tratamento ou da intervenção.

 Os serviços de Psicologia à distância estão disponíveis apenas para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos.

 

1 Barak, A., Hen, L., Boniel-Nissim, M., & Shapira, N. (2008). A comprehensive review and a meta-analysis of the effectiveness of internet-based psychotherapeutic interventions. Journal of Technology in Human Services, 26, 109-160.

2 Spek, V., Cuijpers, P., Nyklıcek, I., Riper, H., Keyzer, J., & Pop, V. (2007). Internet based cognitive behaviour therapy for symptoms of depression and anxiety: A meta-analysis. Psychological Medicine, 37, 319–328.

3 Wantland, D. J., Portillo, C. J., Holzemer, W. L., Slaughter, R., & McGhee, E. M. (2004). The effectiveness of web-based vs. non-web-based interventions: A metaanalysis of behavioral change outcomes. Journal of Medical Internet Research, 6(4:e40).

 

Fundamentação e Enquadramento Legal das Intervenções Psicológicas à Distância

 

O atendimento à distância consiste num meio de intervenção psicológica regular e legal em Portugal, que surge devidamente integrada e reconhecida no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Os serviços de Psicologia online encontram-se também profissionalmente regulados e orientados pela Associação Americana de Psicologia (American Psychological Association – APA) através da Society for Media Psychology and Technology (APA Division46), e pela Sociedade Internacional para a Saúde Mental Online (International Society for Mental Health Online – ISMHO).

Society for Media Psychology and Technology (APA Division 46) foi fundada na década de 80 com o objetivo de promover o avanço e a disseminação do papel dos psicólogos nos vários meios de comunicação (ex., televisão, rádio, imprensa escrita, etc.) e nas novas tecnologias emergentes. Esta sociedade é composta pela comunidade internacional de psicólogos, clínicos e/ou investigadores, e outros profissionais de saúde mental, que se encontram ativamente envolvidos na investigação, no ensino, treino e prática da Psicologia, fornecendo orientações éticas e profissionais nesta área.

Por sua vez, a Sociedade Internacional para a Saúde Mental Online (ISMHO) foi fundada em 1997, com a missão de promover a compreensão, a utilização e o desenvolvimento da comunicação, informação e tecnologia online, para a comunidade internacional de psicólogos e outros profissionais de saúde mental.

Em suma, as intervenções psicológicas à distância surgem assim como um meio de ajuda psicológica, devidamente acreditado, fundamentado e enquadrado em termos legais, nacional e internacionalmente.

 

Eficácia das Intervenções Psicológicas à Distância

 

As intervenções psicológicas à distância encontram-se atualmente bem estudadas e fundamentadas cientificamente. Os estudos de investigação nesta área (ex., 1, 2, 3) têm comprovado que as intervenções psicológicas online apresentam resultados de eficácia terapêutica semelhantes às intervenções psicológicas realizadas presencialmente face-a-face.

Particularmente durante a última década, a investigação nesta área tem fornecido apoio científico ao atendimento à distância enquanto um meio de intervenção terapêutica credível e fidedigno.

As intervenções psicológicas à distância têm demonstrado resultados de eficácia comprovada inclusivamente numa grande variedade de problemáticas, como:

Perturbações de humor

Depressão

Perturbações da ansiedade

Ataques de pânico

Fobia social

Perturbação de pós-stress traumático

Problemas em lidar com o stress

Perturbações do sono

Comportamentos aditivos

Problemas conjugais

Problemas sexuais

Perturbações alimentares

Outros…

 

1 Barak, A., Hen, L., Boniel-Nissim, M., & Shapira, N. (2008). A comprehensive review and a meta-analysis of the effectiveness of internet-based psychotherapeutic interventions. Journal of Technology in Human Services, 26, 109-160.

2 Spek, V., Cuijpers, P., Nyklıcek, I., Riper, H., Keyzer, J., & Pop, V. (2007). Internet based cognitive behaviour therapy for symptoms of depression and anxiety: A meta-analysis. Psychological Medicine, 37, 319–328.

3 Wantland, D. J., Portillo, C. J., Holzemer, W. L., Slaughter, R., & McGhee, E. M. (2004). The effectiveness of web-based vs. non-web-based interventions: A metaanalysis of behavioral change outcomes. Journal of Medical Internet Research, 6(4:e40).

 

 Vantagens e Desvantagens das Intervenções Psicológicas à Distância

 

As intervenções psicológicas à distância apresentam vantagens e desvantagens em relação às intervenções psicológicas realizadas em contexto de atendimento presencial, face-a-face.

Para que possa ter conhecimento e possa tomar uma decisão informada, o quadro que se segue apresenta-lhe as principais vantagens e desvantagens do atendimento à distância:

 


Permite o acesso aos serviços de Psicologia por pessoas geograficamente distantes, com dificuldades de tempo ou deslocação, com incapacidades físicas ou mobilidade condicionada, com fobia de sair de casa, entre outros;

Possibilita o acesso aos serviços de Psicologia a partir do conforto de casa, do local de trabalho, ou outro;

Pode facilitar a expressão verbal, a capacidade de autorrevelação e a exposição de informação de cariz mais pessoal e íntima;

As modalidades que privilegiam a comunicação escrita podem facilitar a expressão dos pacientes/clientes com maior facilidade em se expressar por meio da escrita;

À semelhança do atendimento presencial face-a-face, o atendimento à distância respeita os mesmos princípios de confidencialidade, sendo salvaguardados todos os dados do paciente/cliente e da comunicação com o terapeuta (*) (**);

O atendimento via email permite ao paciente/cliente comunicar os seus sentimentos no momento preciso dos acontecimentos, sem ter de esperar pela próxima consulta.

 

(*) O princípio da confidencialidade é respeitado, conforme o Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses. A quebra da confidencialidade poderá justificar-se quando se considere existir uma situação de perigo para o paciente/cliente ou para terceiros, que possa ameaçar de forma grave a sua integridade física ou psicológica (ex., perigo de vida, perigo de dano significativo, ou qualquer forma de maus-tratos a menores de idade ou adultos particularmente indefesos, ou outras condições de vulnerabilidade), nos termos da legislação em vigor.

(**) A Dra. Cláudia Madeira Pereira não pode responsabilizar-se por apropriação indevida da informação enquanto transita na Internet.

Pode dificultar ou impedir o acesso à comunicação não-verbal, o que limita a correta compreensão e interpretação das mensagens de cada um dos interlocutores (i.e., paciente/cliente e terapeuta);

Pode conduzir a alguns mal-entendidos devido a possíveis problemas na interpretação das mensagens, pela dificuldade de aceder à comunicação não-verbal;

Maior dificuldade no estabelecimento de uma relação terapêutica de confiança e proximidade entre o paciente/cliente e o terapeuta;

A comunicação realizada através de texto escrito pode ser sentida como formal, distante e pouco apoiante pelo paciente/cliente;

A comunicação pode ser menos espontânea e interativa;

No atendimento via email, a comunicação é feita em diferido, ou seja, há um desfasamento no tempo entre a comunicação do paciente/cliente e do terapeuta.

 

 

Contacto

Se pretende aderir aos serviços de Psicologia à distância da Dra. Cláudia Madeira Pereira, queira por favor entrar em contacto...

O seu pedido será atendido com a maior brevidade possível.
Contacto